Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser super mãe é uma treta

Ser super mãe é uma treta

26
Jul17

Avós, todos os dias

Susana

Do meu avó Marcelino recordo a sua serenidade e o quanto trabalhou, recordo as favas e as ervilhas colhidas na horta em frente a casa e a figueira que dava os figos mais doces que alguma vez comi. Da minha avó Henriqueta recordo o quanto gostava de se sentar a apontar numa folha quantos netos, bisnetos, primos, irmãos e sobrinhos tinha, recordo o seu corpo franzino, as mãos enrugadas e os olhos cansados da vida que lhe foi amarga. Do meu avó Júlio recordo a bondade e a alegria, o colo que cheirava sempre a carinho, as caracoletas guisadas e o Sumol de laranja nas tardes longas do Romeirense. Da minha avó Natália, a única a quem eu ainda posso abraçar, que carrega nela a saudade dos que partiram, guardo o desejo de a continuar a ter por cá, com o seu rosto que não envelhece, com o sorriso de criança que a ajuda a enganar o medo de nos deixar.

 

Dos meus filhos que têm a sorte de ter a avó "gata", a avó "chana", o avô João da França e o avô Júlio, que os amam, que os mimam, que os enchem de bolachas, de brincadeiras e de amor, desejo que continuem a retribuir cada gesto com toda a sua doçura e que guardem tão boas recordações, como as que eu tenho dos meus avós.

 

Hoje é o dia dos avós, todos os dias são dias dos avós.

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D