Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser super mãe é uma treta

Ser super mãe é uma treta

23
Jun17

Isto é uma declaração de amor.

Susana

Há dois anos neste dia, vesti um vestido, para contrariar a ideia inicial das calças de ganga, calcei uns sapatos de salto alto, que como sempre, me magoaram os pés e com os miúdos como testemunhas, na conservatória do registo civil, fomos declarados marido e mulher. O mais novo, que mal tinha um mês, dormiu o tempo todo, ela correu de um lado para o outro, subiu e desceu cadeiras, sem perceber o que ali se passava, o mais velho, o único que percebeu, fez o registo fotográfico e desfocado da cerimónia. Não assinámos papéis, nem trocámos alianças, demos o beijo que selou o nosso contrato perante o Estado, pegámos nos miúdos e fomos para casa. Eu descalcei os sapatos que me mordiam os pés e almoçámos frango assado. Foi perfeito.

 

Estamos juntos há nove anos, fazemos hoje dois anos de casados e temos dois filhos maravilhosos. E eu agradeço a todas as pedras que encontrei no caminho, a todas as vezes que bati com a cabeça na parede e me senti derrotada, sou grata por todas as lágrimas que chorei e por todas as vezes que me senti infeliz, agradeço às histórias de amor que não o eram e às que foram e acabaram. Agradeço a tudo o que vivi, de bom e mau, por me ter colocado no caminho que me levou até ti. Agradeço muito ter-te encontrado madura, ter-te encontrado maduro, seguros do que não queríamos e sem pressas adolescentes e demasiado românticas. Mal posso esperar pelo resto da vida ao teu lado, sempre com a certeza que haja o que houver, caminhamos juntos.

 

Amo-te, meu amor.

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D