Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser super mãe é uma treta

Ser super mãe é uma treta

19
Nov18

Os filhos são o melhor do mundo

Susana

Os filhos são o melhor do mundo. E às vezes o melhor do mundo também é o silêncio, é a televisão desligada, é o mundo parado. É dormir uma noite inteira sem tosses como banda sonora ou com gritos que nos chamam como se o mundo estivesse a acabar, é fechar os olhos no sofá e deixar-me ficar até ao outro dia de manhã. É não estar preocupada se tenho iogurtes no frigorífico, se as bolachas preferidas acabaram ou o que vou fazer para o jantar. Às vezes o melhor do mundo é ir à praia sozinha, é ler um livro, é sair com o meu marido num impulso, é conversarmos até de madrugada, é rir, gemer e gritar sem medo de os acordar. Às vezes o melhor do mundo é não aturar birras, crises existenciais, amuos da escola, respostas tortas e nãos repetidos até à exaustão. É não limpar rabos ou narizes ranhosos ou acordar a meio da noite para medir a febre, é não ter banhos para dar, cabelos encaracolados para secar, pijamas para vestir, é acordar em cima da hora, tomar banho a correr, vestir-me e sair de casa sem ter que acordar duas horas antes. Às vezes o melhor do mundo é não ter uma agenda cheia da vida social dos miúdos, é não ter de ir ao parque ou sentar-me no chão a brincar, é não ter trabalhos manuais da escola para fazer, reuniões de pais e obrigações sociais. É não ter rotinas, hora para jantar, para dormir, para acordar. Às vezes o melhor do mundo é existir para além dos filhos.

 

Dizer isto não coloca em causa o amor pelos meus filhos, não me faz pedir desejos para trocar a vida de hoje pela vida de ontem, a de hoje é infinitamente melhor, mais rica, mais cansativa e com mais gritos, posso dizê-lo sem medo do julgamento dos outros, sem medo que não o compreendam, porque a verdade é que cada um de nós, no seu íntimo, sozinho com os seus pensamentos, já pensou algo parecido. E não faz mal, está tudo bem. Quem não o compreender que se foda.

 

Sigam o Ser Super Mãe é Uma Treta também no Facebook.

14
Nov18

Nunca foi tão fácil ser mãe. Nunca foi tão difícil ser mãe.

Susana
Penso na minha avó materna, mãe de treze filhos. Fecho os olhos e vejo-a pequenina e franzina, mal consigo imaginar como aguentou estar grávida tantas vezes, foda-se, como é que suportou enjoos, dores nas costas e o peso da barriga a crescer doze vezes, (esteve grávida de gémeos), como passou por tantas gravidezes sem ecografias morfológicas, emocionais ou em 3D, sem análises, sem exames de rotina, sem ácido fólico ou vitaminas, sem saber o sexo do bebé, sem fazer um curso de preparação para o parto, sem ler livros, sem conhecer teorias ou correntes pedagógicas, mal consigo imaginar como aguentou lavar tantas fraldas cagadas no tanque, como manteve os filhos quietos sem televisão, tablets ou YouTube, como conseguiu saber ser mãe sem fazer workshops, sem grupos de mães a quem recorrer nas horas de aflição, sem pediatras, terapeutas do sono ou facilitadores parentais, sem amigas a quem telefonar, sem telemóvel ou internet, sem WhatsApp ou o cabrão do Google. Foda-se, não consigo imaginar.

 

Penso em nós, mães de um filho ou dois, três na loucura. Vejo-nos com acesso aos melhores cuidados de saúde, a saber ler e escrever, com a informação à distância de um telemóvel com acesso à internet e vejo-nos em pânico desde que o cabrão do teste de gravidez deu positivo. Vivemos embrulhadas em escolhas, em decisões, parecemos galinhas sem cabeça a correr de um lado para o outro, baralhadas com tanta informação, com os estudos, com as teorias e correntes pedagógicas e o caralho, vejo-nos a fugir dos olhares inquisidores dos outros, a olhar por cima do ombro quando damos uma bolacha aos miúdos, cheias de sorrisos amarelos e a engolir as opiniões dos outros como se fossem sapos. Vejo-nos a sermos vítimas de bullying nos grupos de mães e a comermos a merda que nos enfiam pela boca como se fossemos burras.

 

Vivemos na urgência de sermos as mães perfeitas. Foda-se, vamos respirar fundo e parar com esta merda, sim?

 

Sigam o Ser Super Mãe é Uma Treta também no Facebook.

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Spotify

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D