Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser super mãe é uma treta

Ser super mãe é uma treta

08
Jan18

Breve inquérito a mães normais (4)

Susana

Esta semana trago-vos as respostas da minha irmã. Para mim, mais que uma mãe normal, ela é uma irmã extraordinária (e chata como todos os irmãos). Apesar da diferença de sete anos que nos separa, eu sou a mais velha (Graças a Deus!), não me recordo da minha vida sem ela. A minha irmã é um furacão e há pouco mais de dois anos deu-me o melhor dos presentes, um sobrinho furacão. Ela diz-se um pouco workaholic, eu digo que ela é uma lutadora que não desiste de lutar pelo que merece, um orgulho para mim que continuo a ser uma irmã galinha.

 

 

Joana Almeida, 31 anos e um pouco workaholic num novo trabalho e com poucas horas no dia para tratar de tudo, 1 filho com dois anos. 

 

Qual a coisa de que tens mais saudades de fazer desde que és mãe?

De ir ao cinema quando queria e de não ter um horário planeado para tudo. 

 

O que mudou em ti com a maternidade?

Mudou a minha perspetiva em relação a algumas coisas, ganhei calma apesar de parecer estranho, mas era muito stressada com as coisas antes de ser mãe. 

 

És a mãe que imaginaste?

Não. Acho que nenhuma mãe pode dizer que é exatamente a mãe que queria ser. Eu tenho vários momentos em que penso que não era exatamente assim que queria que as coisas corressem, mas acho que faz parte.

 

Que conselho darias a alguém que está a pensar em ser mãe?

Que não vale a pena planear tudo ao milímetro. Para não se assustar se houver um momento em que pense "Eu preciso de 5 minutos para mim." E que não tem de fazer tudo sozinha, pode pedir ajuda.

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Spotify

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D