Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser super mãe é uma treta

Ser super mãe é uma treta

12
Fev18

Breve inquérito a mães normais (7)

Susana

A próxima mãe a responder ao inquérito é a minha amiga Sara. A Sara começa por me perguntar se eu acho mesmo que ela é uma mãe normal e a verdade é que não acho, a Sara é uma mãe extraordinária. Penso imensas vezes nela quando me sinto cansada e sinto-me minúscula perante tanta coragem. A Sara é mãe de cinco filhos, ela e o Nuno, o marido, decidiram deixar Portugal e emigrar para Praga. Vivem longe da família e dos amigos, mas mais perto do que possam imaginar. Vivem no meio da floresta, a Sara é mãe, professora dos filhos e ainda uma fonte de inspiração. Prometo que ainda vos volto a falar da Sara e do Nuno outra vez.

 

Sara, 40 anos, ex-professora de Educação Física, de há cinco anos para cá, mãe a tempo inteiro. Cinco filhos - 4 miúdas, com 12, 9, 5 e 2 anos + 1 miúdo com 4 anos. Passei a ser mãe a tempo inteiro quando optámos pelo Ensino Doméstico, portanto posso dizer que as minhas funções de mãe abrangem o ensino escolar dos meus filhos.

 

Qual a coisa de que tens mais saudades de fazer desde que és mãe?

Dos hobbies. Esses ficaram um pouco esquecidos nos últimos anos, mas aos poucos vou recuperando, especialmente em tempo de férias.

 

O que mudou em ti com a maternidade?

Algumas coisas mudaram. Conhecer uma outra forma de amor - abnegado, que dá sem questionar, com prazer, de forma sacrificial (sem que seja um sacrifício). Menos ego. A minha certeza de que eu era uma pessoa muito paciente, que dificilmente se irritava. Afinal não era verdade. Compreender melhor os outros pais (e os meus próprios!). Não compreender os outros pais (sim, isto dá para os dois lados). Preocupação. Preocupo-me mais.

 

És a mãe que imaginaste?

Não tenho certeza, não me lembro exatamente do que imaginava. Se te referes a ser exatamente como gostaria..., há coisas (várias!) a melhorar e a aprender. Contudo, também há áreas na maternidade em que fui além do que alguma vez imaginei. Por exemplo, nunca pensei vir a ficar em casa, dedicada aos miúdos - isso seria impensável -, e, afinal, faço-o com gosto!

 

Que conselho darias a alguém que está a pensar em ser mãe?

Um conselho... Avança! Sem medos. É uma das viagens mais bonitas da nossa vida.

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Spotify

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D